Perucas para bebês com pouco cabelo


Perucas para bebês com pouco cabelo Empresa norte-americana lança perucas para bebês com pouco cabelo

Os produtos são feitos com fio de seda de uma fibra artificial e vêm em cinco modelos, com seis opções de cor. Especialistas criticam culto à aparência e ao consumo.

Comprar lacinhos, tiaras e encher bebês com roupinhas coloridas são mimos esperados para mães de meninas recém-nascidas. Mas o mercado de produtos para bebês pode levar alguns pais a exagerarem nas produções mirins. Exemplo disso é o novo 'acessório de beleza' lançado no exterior e que tem causado polêmica entre pais: perucas para bebês.

“Para meninas que têm tudo – menos cabelo” diz a abertura do site de uma empresa norte-americana que comercializa pequenas perucas feitas de fios de seda de uma fibra artificial. A marca oferece cinco opções de cortes e tiaras diferentes. As variações de cores são seis e vão do loiro claro ao preto.

Os produtos não são exclusividade dos americanos. Um hipermercado online chinês também oferece diversas opções de perucas e tiaras com cabelo artificial. Algumas opções de faixas para cabeça ainda vêm com o penteado “Maria Chiquinha” ou cachos. Os produtos podem ser comprados do Brasil por meio de um site de compras online e custam em torno de US$10 por item. Já a mini-peruca americana mais barata pode ser comprada por US$29.95.